Na aula de Sábado, fomos andar de metro, várias experiências, desde escadas rolantes, passadeiras rolantes, escadas normais, pessoas, barulhos, enfim, tudo o que o andar de metro implica, desde que entramos na estação, até entrarmos no metro, sair do metro e voltar a entrar de novo no metro para voltarmos  ao ponto de partida e sairmos na estação.

Foi sem dúvida uma experiência superada para os patudos e donos, e que havemos de voltar a repetir.

De notar que os cães aparecem de açaime, pois para alem de se fazerem acompanhar pelo boletim de vacinas atualizado, é necessário o uso do açaime.

O regulamento do metro diz:

“… É permitido o transporte de animais de companhia no Metro, salvo motivo atendível, designadamente perigosidade, o seu estado de saúde ou as suas condições de higiene.

Os animais transportados deverão encontrar-se devidamente acompanhados e sujeitos a meios de contenção que não lhes permitam morder ou causar danos ou prejuízos a pessoas, outros animais ou bens.

É também admitido o transporte de cães não encerrados desde que não ofereçam perigosidade, estejam devidamente açaimados, contidos à trela curta e acompanhados do respetivo boletim de vacinas atualizado e da licença municipal…”

No link que se segue poderão consultar o regulamento na sua integra. https://www.metrolisboa.pt/viajar/informacao-legal/

De referir ainda que cães de raça potencialmente perigosa não poderão andar de metro, conforme descrito no regulamento do Metro de Lisboa.